Imagem da receita

Panetone caseiro

A graça de preparar o panetone em casa é saber que o que dá perfume à massa são ingredientes naturais – raspas de limão, raspas de laranja, extrato de baunilha e vinho. Além de ser indispensável na ceia de Natal (e nos cafés da manhã de dezembro), o panetone caseiro é um ótima receita para presentear.


AutorPanelinha

Tempo de preparoMais de 2h

Serve2 panetones de 500 g

PARA A ESPONJA

Ingredientes

  • 1 tablete de fermento biológico fresco (15 g)
  • ½ xícara (chá) de água
  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo

Modo de preparo

Confira o especial de receitas Natal Panelinha 2018

Numa tigela, misture o fermento na água para dissolver. Acrescente a farinha e misture bem com uma colher até incorporar todo o líquido. Cubra com filme (ou um pano) e deixe descansar em temperatura ambiente por 30 minutos, ou até a mistura crescer e ficar aerada.

 

Obs: se preferir, utilize ½ colher (sopa) de fermento biológico seco instantâneo (cerca 5 g)

PARA A MASSA

Ingredientes

  • 2 ½ xícaras (chá) de farinha de trigo
  • ½ xícara (chá) de açúcar
  • 4 gemas
  • ⅓ de xícara (chá) de leite
  • 75 g de manteiga em ponto pomada
  • ½ colher (chá) de sal
  • raspas de 1 limão-siciliano
  • raspas de 1 laranja
  • 1 colher (sopa) de extrato de baunilha
  • 1 colher (sopa) de vinho tinto
  • 1 xícara (chá) de frutas cristalizadas
  • ⅔ de xícara (chá) de uvas-passas
  • manteiga a gosto para assar
  • óleo a gosto para untar as mãos

Modo de preparo

  1. Separe 2 fôrmas descartáveis para panetone de 15 cm de diâmetro (para 500 g) e 8 palitos de churrasco.
  2. Reserve ¼ de xícara (chá) da farinha para adicionar na hora da sova e coloque o restante numa tigela. Misture com o açúcar e o sal, reserve.
  3. Assim que a esponja estiver pronta, comece o preparo da massa final. Numa tigela grande junte as gemas e o leite e bata com um garfo, apenas para misturar. Acrescente a esponja e misture com uma colher de pau – não precisa desmanchar completamente a esponja, apenas o suficiente para facilitar a mistura com os ingredientes secos.
  4. Acrescente os secos à mistura de gemas e mexa bem com a colher para incorporar todos os ingredientes e formar uma massa – no começo parece uma massa seca e pesada, mas logo perde esse aspecto, se preferir misture com as mãos. Adicione as raspas de limão e de laranja, o extrato de baunilha e o vinho. Misture novamente.
  5. Atenção: é importante que a manteiga esteja em ponto pomada, ou seja, macia mas sem derreter. Se estiver muito gelada leve para rodar no micro-ondas por alguns segundos. Junte a manteiga à massa em três etapas, misturando bem com a colher de pau a cada adição para incorporar – dobre e aperte a massa sobre ela mesma. Nesse ponto, ela vai começar a ficar mais pegajosa e densa.
  6. Ainda na tigela, comece a sovar a massa – como ela é densa, elástica e um pouco grudenta, é melhor sovar com a colher de pau. Estique, vire e dobre a massa sobre ela mesma, não é preciso colocar força. Durante a sova, vá adicionando a farinha de trigo reservada aos poucos. Sove a massa por pelo menos 10 minutos, ela vai ficando mais lisa, elástica e menos pegajosa. Se preferir, sove na batedeira com o gancho, em velocidade baixa – na metade do tempo, pare de bater, vire a massa e raspe a lateral da tigela para sovar por igual.
  7. Acrescente as frutas cristalizadas, as uvas- passas e misture para que fiquem bem distribuídas.
  8. Com a espátula (ou as mãos untadas com um pouco de óleo), ajeite a massa para ficar redonda – não precisa ficar uma bola perfeita, apenas o suficiente para crescer de maneira uniforme. Cubra com filme (ou um pano) e deixe descansar em temperatura ambiente por 2 horas, ou até crescer e aumentar o volume em ⅔.
  9. Unte a bancada com um pouco de óleo e transfira a massa já crescida para a bancada. Com uma faca (ou espátula de padeiro) divida a massa em duas porções. Para bolear a massa: posicione as mãos na lateral da massa, girando e tensionando a massa contra a bancada para formar uma bola.
  10. Transfira as duas bolas de massa para as fôrmas de panetone, cubra com filme (ou pano) e deixe descansar por mais 1 hora e meia.
  11. Quando faltar 30 minutos para o tempo do panetone, preaqueça o forno a 180 ºC (temperatura média).
  12. Antes de levar ao forno, usando uma navalha (ou faca bem afiada), faça um corte em cruz, pequeno e superficial, no topo dos panetones. Disponha um pedacinho de manteiga no centro de cada corte, cerca de ½ colher (chá), e coloque os panetones numa assadeira.
  13. Leve ao forno para assar por cerca de 40 minutos, ou até ficarem dourados. Se na metade do tempo os panetones já estiverem dourados, cubra cada um com um pedaço de papel alumínio para que terminem de assar sem queimar a superfície. Para verificar se estão assados, espete um palito no centro da massa, se sair limpo estão prontos.
  14. Assim que os panetones saírem do forno improvise um recurso usado pelos padeiros profissionais: a ideia é deixar o panetone esfriando de cabeça para baixo. Para isso, espete dois palitos de cada lado como se fossem dois cabos de panela alinhados. Vire os panetones de cabeça para baixo e apoie as extremidades os palitos em duas pilhas de livro (ou duas panelas altas). Deixe descansar de cabeça para baixo, até esfriar – isso serve para que a massa não perca volume à medida que esfria. Sirva a seguir com frutas frescas ou armazene os panetones em sacos plásticos para não ressecar por até 5 dias.

 

Presentão de Natal: livro ou louça?

O panetone caseiro está servido na Travessa Folha [canela] do Acervo Panelinha