Banner do Blog

Erva também pode ser seca

Imagem do post

Temos que admitir: nós estamos tentando convencer você a ter ervas em casa na hora de cozinhar. Já falamos das fresquíssimas, plantadas em vasinhos, e das congeladas corretamente, prontas para ir para a panela. Mas isso não impede que você tenha ervas secas à mão – elas também ajudam a deixar a refeição mais saborosa e interessante.

 

Orégano, alecrim e manjericão, por exemplo, que resistem bem ao calor, conservam seu aroma mesmo depois de secas. O orégano, aliás, tem mais sabor e aroma quando seco, do que quando usado fresco.

 

As ervas secas são ótimas para preparar molhos de salada – o básico, de azeite + limão + sal, ganha mais uma camada de sabor com hortelã seca. Falando nisso, o molho italiano para salada é marcante, e leva orégano seco. O famoso molho chimichurri (foto) também.

 

E mais: misturado com sal, o louro seco vira tempero pronto caseiro para carne de porco. Na receita de salmão em crosta de ervas com acelga refogada vão tomilho, orégano e alecrim secos.

 

Foto: Editora Panelinha