Banner do Blog

Por que não oferecer suco ao bebê

Imagem do post

Historicamente, as bebidas adoçadas são recentes na nossa alimentação: os seres humanos não têm mecanismos eficientes para detectar as calorias em bebidas. Por isso, uma criança consegue comer apenas uma laranja no lanche, mas é capaz de tomar o suco de três laranjas espremidas. Ou seja, líquidos com açúcares livres saciam menos do que a mesma quantidade de calorias consumida na forma original dos alimentos.


Conheça o projeto Comida de Bebê

Conheça a equipe de médicos e nutricionistas que participaram do projeto

Assista: série Comida de Bebê no canal Panelinha no YouTube


Frutose, glicose e sacarose são os açúcares livres naturalmente presentes nas frutas e hortaliças. Nos sucos naturais, esses açúcares ficam tão concentrados que, do ponto de vista metabólico, podem ser equivalentes às bebidas açucaradas industrializadas, como os sucos adoçados e até refrigerantes. Nas frutas in natura, a presença das fibras retarda a absorção desses açúcares e, mais do que isso, regulam o consumo excessivo.

 


Quando consumidas em excesso, mesmo em sucos naturais, com todas as vitaminas que possam ter, as frutas levam ao aumento da ingestão total de açúcares indicados numa alimentação balanceada, e aumentam o risco de ganho de peso. Entre as crianças, os açúcares livres são também a causa dietética mais importante da cárie dentária.


No caso dos sucos industrializados, o problema é ainda mais grave: além da concentração do açúcar natural da fruta, a maioria tem também (muito) açúcar adicionado. Os dois primeiros anos da criança são considerados uma janela de oportunidade para a construção do paladar, que, no caso das frutas, não deve ser maquiado pelo açúcar.


Além disso, é durante esse período que formamos os hábitos alimentares da criança. É importante ensinar a matar a sede com água pura, que é, sempre foi e sempre será a melhor alternativa. O consumo de sucos estimula a busca pelo sabor doce de forma frequente, estimula também o comer excessivo e, até, a beber menos água. 


Dica importante

Uma queixa frequente na nutrição pediátrica é a de que a criança não come; vale lembrar que os sucos tiram o apetite e competem com alimentos com maior valor nutricional.