Banner do Blog

Cebola&Alho: a base do refogado da comida brasileira

Imagem do post

Tem gente que só gosta de cebola, tem gente que só gosta de alho. Mas isso é uma escolha que a gente faz depois de aprender o básico: que o refogado tradicional da cozinha brasileira é feito de cebola + alho. Os dois ingredientes vão no arroz, no feijão, na farofa, nos legumes refogados, no picadinho. Como você prefere? E será que está tirando o melhor deles? Nesta semana, cebola e alho são o assunto principal do blog Pitadas. Comece aprendendo a escolher e conservar.

A cebola
Casca escura, com pontos de cor preta, indica fungo. A cebola também é inadequada quando está murcha, com casca mofada, com brotos, ou quando o talo (raiz) é excessivamente grosso (parece até inchado). A cebola boa tem a casca brilhante e é firme: confira apertando o lado oposto ao talo; se estiver murcho, é porque ela não está lá muito nova. Guarde fora da geladeira por até 1 mês, mas se o ambiente for quente demais, guarde na geladeira.

O alho
A cabeça de alho deve estar completa, sem machucados, com a casca inteira. Ah, e não brotado. Ele dura 1 mês e vai murchando ao envelhecer – aperte levemente os dentes para verificar antes de comprar: quanto mais firmes, mais novos. Curiosidade: na cozinha baiana, o alho vem na lista de ingredientes em número ímpar. É uma superstição, que diz que alho em número par não tempera direito.

Fotos: Editora Panelinha

Categorias relacionadas

Aprenda a cozinhar