Banner do Blog

Duas maneiras de abrir o coco seco

Imagem do post

Semana do coco e de muita Bahia aqui no Pitadas. A gente preparou receitas e ideias de servir inspiradas nos temperos baianos e também no branco do leite de coco. É por isso que a gente começa com uma Pitada pra lá de básica: como abrir o coco seco.

Se quebrar nozes já é tarefa difícil, abrir coco seco, então, parece coisa pré-histórica: é um tal de bater na parede, martelar... Mas a natureza, sábia, dá uma pista de como abrir o fruto de casca duríssima de uma maneira mais prática. E o homem, com o tempo, encontrou outro jeito – bem mais civilizado – de cumprir a tarefa. Aqui a gente ensina os dois métodos.

Para qualquer um deles, comece retirando a água por um dos três furos que todo fruto possui numa das extremidades. Apenas um deles é macio o suficiente pra se deixar furar. Use um saca-rolha e despeje a água num copo.

Pitada 1. Tem gente que ainda prefere a técnica do facão. Nesse caso, o que esse corajosos fazem é seguir uma das linhas que partem dos furos do coco até a outra extremidade. Segurando o coco em uma das mãos, usam a parte oposta à lâmina de uma faca grande para bater, com a outra mão, de forma firme e certeira em cima dessa linha, na parte abaulada do coco. A faca fica perpendicular à linha. Ao bater continuamente enquanto se gira o coco, ele acaba rachando ao meio. Depois, é preciso fincar a ponta da faca entre a polpa e a casca, passando ao longo de toda a borda, para ir soltando a fruta.

Pitada 2. Tem gente que sabe, tem gente que nunca ouviu falar, mas o método do forno é o mais civilizado e o que a gente usa no Panelinha. Você pode beber a água do coco enquanto o forno é preaquecido a 200 ºC. Coloque o fruto direto na grade por 15 minutos. Vire-o e deixe por mais 15 minutos. É quando a mágica acontece: ele vai rachar (tem até barulho pra acompanhar esse momento). Tire do forno e, ainda morno, arranque as cascas com a ajuda de uma chave de fenda.

Categorias relacionadas

Aprenda a cozinhar