Banner do Blog

Vai reutilizar vidros? Tem que esterilizar antes

Imagem do post

O plástico está cada vez mais popular, mas o vidro ainda é um material muito utilizado em embalagens de alimentos. Produtos como palmito, azeitona, cogumelo e as próprias geleias ainda vêm em vidros ora simples, ora decorados. Uma atitude antiga, mas cada vez mais atual: reaproveitar esses vidros para fazer as suas próprias conservas. Mas não vale passar só uma água com sabão, não. Depois de higienizar e retirar etiquetas e cola, é preciso esterilizar antes de usar – e isso é absolutamente não negociável!

4 maneiras para esterilizar com segurança

1) Em banho-maria: encha uma panela grande com bastante água e coloque com cuidado o vidro e a tampa. Leve ao fogo alto e deixe ferver por, no mínimo, 15 minutos. Desligue o fogo e utilize uma pinça de cozinha para retirar os itens da água, sempre com cuidado para não se queimar nem deixar o vidro cair. Disponha sobre um pano de prato limpo estendido em uma bancada seca.

2) No forno: lave o vidro e tampa com detergente, deixe escorrer bem e leve ao forno, numa assadeira, a 140 ºC por 15 minutos. Retire e deixe esfriar na bancada ou na grade do fogão.

3) Na máquina de lavar: coloque o vidro e sua tampa para lavar no ciclo quente. Eles vão sair secos e esterilizados.

4) No micro-ondas: coloque 4 colheres (sopa) de água dentro dos vidros, e leve ao micro-ondas por 2 minutos. este método não é indicado para os vidros com tampa acoplada por articulação metálica.

Toda atenção é pouca. Depois de esterilizado, o vidro quente pode estourar se entrar em contato com uma superfície muito gelada, como o mármore – por isso o pano limpo é essencial. Só use os potes esterilizados depois que eles esfriarem totalmente.

Além de guardar novas compotas, geleias e conservas, os vidros esterilizados são bons para acondicionar molhos de salada (prático para misturar na hora de servir!) e fazem ótimas marmitas de trabalho, de sopas e até saladas e sobremesa (prefira os de boca mais larga).

Ah, e tem também a modinha de servir drinques com canudo em vidros reutilizados, como nesta ideia do livro Quando Katie Cozinha, adaptada para uma bebida bem brasileira, a batida de maracujá (neste caso, use os vidros mais baixos).

Foto: Ricardo Toscani

Categorias relacionadas

Utensílios