Banner do Blog

Tempero pronto caseiro: use no arroz, no chutney, na sopa…

Imagem do post

Tempero pronto caseiro: use no arroz, no chutney, na sopa… Tempero pronto, desde que seja caseiro, pode e deve ser usado na cozinha do dia a dia. As misturas de especiarias, sal e ervas, potencializam o sabor de diversos preparos – de carnes a pipocas, passando por legumes assados. Confira uma lista de ideias para aproveitar seus mais novos aliados na cozinha.



O tempero pronto de carne leva páprica, canela, sal grosso e tomilho. Além do bife grelhado, do rosbife e da carne moída de todo dia, ele vai bem também: Na batata-doce assada: substitua o sal e as especiarias por ½ colher (chá) do tempero.
Na shakshuka diferente: coloque o tempero a gosto no lugar do sal (como se estivesse usando sal, de pitada em pitada, provando) para temperar o molho em que os ovos vão ser cozidos.
No milho grelhado: substitua o sal pelo tempero para dar um tchãns no milho (pitadas a gosto).



No tempero pronto para peixe tem sal grosso, semente de coentro e gengibre em pó. Fica uma delícia na sardinha assada, mas também faz um ótimo trabalho com estas receitas:
Na calda de caramelo com leite: coloque uma pitadinha do tempero no fim do preparo, quando a calda já estiver pronta - o sal realça o sabor do caramelo e a mistura de especiarias fica bem interessante.
Chutney de abóbora: substitua o sal pelo tempero (vá temperando de pitada em pitada nas etapas do cozimento).
Tzatziki: deixe o pepino drenar com ½ colher (chá) do tempero em vez de usar o sal indicado na receita.



Além de dar mais sabor a um belo frango grelhado, o tempero para aves vai na pipoca também. Alecrim, cúrcuma e cominho também combinam com:
Suflê de cenoura: tempere o refogado de cenoura com ½ colher (chá) de tempero e não adicione sal em mais nenhuma outra etapa.
Arroz: substitua o sal pelo tempero - o arroz ganha cor e sabor.
Pasta de cebola: troque a pimenta-de-caiena e o sal pelo tempero para aves e crie uma nova pastinha para o happy hour.



Flor do sal, semente de erva doce, açúcar demerara e louro vão para o moedor de sal e viram um tempero pronto para carne de porco, que também brilha nestas preparações:
Sopa de couve-flor: substitua o sal pelo tempero (colocar a gosto, moído na hora).
Salada: aproveite que o tempero está no moedor e tempere a salada na hora de consumir (lembre-se de que o tempero já tem sal).
Legumes grelhados: o tempero moído na hora dá textura e sabor aos legumes, use a gosto o lugar do sal.



Molhos de salada industrializados também entram na categoria ultraprocessado. Sem contar que, vamos combinar: eles não são saborosos. Prepare o seu em casa e use em até cinco dias (guarde na geladeira). Variando os sabores, você tem saladas deliciosas a semana toda!

O molho cremoso com atum e gema de ovo (foto acima) renova as folhas verdes, mas também fica ótimo com uma carne – que tal com a salada de rosbife? Ou no happy hour, com crudité de legumes.

O molho italiano, com pimenta calabresa, fica ótimo com saladas mornas, como a de endívias grelhadas.

Tem mais: Molho de queijo azul para salada
Molho de azeitona verde com manjericão
Molho de alcaparras para salada
Molho de mostarda para salada
Molho de salada com vinagre balsâmico e alho
Molho de tahine



Onde usar o molho de pimenta? Tenha sempre um pouco do tempero na mesa quando servir:
Moqueca
Bolinho de tutu
Cozido de mandioca
Com carne de porco, use o molho de pimenta com goiabada.


Foto: Editora Panelinha / por Gilberto Oliveira Jr. e Ricardo Toscani