Banner do Blog

Marmita de chef: arancini com tapenade de berinjela e abobrinha, por Lorenzo Ravioli

Imagem do post

Lorenzo Ravioli tem algo de garoto prodígio. Começou a cozinhar aos 7 anos e aos 12 ganhou um reality show de cozinha. Hoje, além de ser chef consultor de um restaurante, está cursando a faculdade de administração, pra reforçar o lado mais estratégico.

Mesmo tendo participado de um reality, Lorenzo ficou de boca aberta quando viu na geladeira os itens que poderia usar no desafio Marmita de chef: as sobras do risoto cor de abóbora, da abobrinha marinada e... uma berinjela. Mas ele tirou de letra, transformou o risoto em arancini, um clássico do reaproveitamento, e a abobrinha virou uma tapenade junto com a berinjela.

Pra isso, Lorenzo usou uma técnica que está na base da ideia de transformar sobras em novas refeições: adicionou ingredientes. Parece simples, mas faz toda a diferença. Quando você inclui essa ideia no dia a dia do reaproveitamento, as refeições ficam mais gostosas. Ele cortou cebola e berinjela em quadradinhos, refogou e, depois, misturou com a abobrinha, também picada em quadradinhos.

A acidez da tapenade, que fica entre uma saladinha e um molho, constrastou com a cremosidade do arancini. É o toque de chef. Brilhou, Lorenzo!

 

Marmita de chef: arancini com tapenade de berinjela e abobrinha, por Lorenzo Ravioli


RENDE 5 BOLINHOS


PARA A TAPENADE


⅓ de xícara (chá) de sobra de abobrinha marinada com limão e salsinha

¼ de berinjela 

½ cebola 

1 dente de alho

1 ramo de alecrim

3 colheres (sopa) de azeite

¼ de colher (chá) de vinagre de vinho branco

sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

 

  1. Descasque e pique fino a cebola. Com a lateral da lâmina da faca, amasse e descasque o dente de alho. Lave, seque e corte a berinjela em tiras bem finas, de cerca de 0,5 cm, e as tiras em cubinhos. Pique fino a abobrinha marinada.
  2. Leve uma frigideira ao fogo médio. Regue com o azeite, adicione a cebola, o dente de alho e o ramo de alecrim; tempere com uma pitada de sal e de pimenta e refogue até murchar. Acrescente a berinjela e refogue por cerca de 5 minutos, até ficar bem macia.
  3. Descarte o dente de alho e o alecrim. Transfira o refogado para uma tigela e deixe amornar por alguns minutos. Misture a abobrinha picada e o vinagre, prove e ajuste o sal. Reserve.

 

PARA OS BOLINHOS DE RISOTO


1 xícara (chá) de sobra de risoto cor de abóbora (gelado)

⅓ de xícara (chá) de queijo muçarela ralado

2 colheres (sopa) de farinha de trigo

salsinha picada a gosto

noz-moscada ralada na hora a gosto

500 ml de óleo para fritar

azeite para untar as mãos 

⅓ de xícara (chá) de farinha de trigo para empanar os bolinhos

 

  1. Numa tigela, tempere a sobra de risoto com noz-moscada e misture a salsinha picada. Adicione a farinha de trigo e misture bem com uma espátula.
  2. Para modelar os arancinis: unte as mãos com azeite, coloque uma porção da massa de risoto na palma da mão e achate delicadamente. Ponha um pouco do queijo ralado no centro, cerca de 1 colher (chá); aperte bem para envolver o queijo com a massa e enrole uma bola de cerca de 5 cm de diâmetro — é importante deixar o bolinho compacto. Transfira para um prato e repita com o restante da massa.
  3. Leve uma panela pequena com o óleo para aquecer em fogo médio. Para saber se está no ponto de fritura, polvilhe com um pouco de farinha de trigo o óleo quente — se borbulhar, está no ponto. Forre uma travessa com papel-toalha.
  4. Coloque ⅓ de xícara (chá) de farinha de trigo num prato fundo. Passe os bolinhos de risoto pela farinha de trigo para envolver toda a superfície e chacoalhe para retirar o excesso.
  5. Assim que o óleo estiver quente, com uma escumadeira, mergulhe 3 bolinhos de cada vez. Abaixe o fogo e deixe fritar por cerca de 2 minutos, até dourar — mexa delicadamente para que dourem por igual e não grudem no fundo. 
  6. Com a escumadeira, transfira os bolinhos fritos para a travessa forrada com papel-toalha e frite o restante. Sirva a seguir com a tapenade de berinjela e abobrinha.