Banner do Blog

Bastidores: pesquisa culinária

Imagem do post

 Às vezes, a ordem das palavras muda tudo. Na minha casa, em vez de termos um cardápio com receitas tradicionais para festas, temos a tradição de pesquisar uma receita diferente para entrar no cardápio de cada festa. Talvez seja o meu principal momento de curtição pessoal na cozinha.

 

Em função do meu trabalho, pesquisar receitas para o dia a dia é uma tarefa profissional. Aliás, você segue o perfil @CozinhaPanelinha no Instagram? Dá para observar um pouco dos testes feitos pela minha equipe.

 

Para as festas, porém, a ‘equipe’ resume-se a duas pessoas: meu marido e eu. Todo ano, pesquisamos e selecionamos juntos a receita que vai ser incluída no cardápio. Apenas uma, mas é uma grande diversão.

 

Em 2011, perto da páscoa judaica, resolvemos que iríamos incluir uma sobremesa nova. Em termos culinários, Pessach é a data mais complexa do calendário hebraico: ficam de fora todos os alimentos que fermentam – e isso inclui a farinha de trigo. (Mas a gente curte um desafio!)

 

Foi assim que encontramos o bolo encharcado de laranja, receita que tradicionalmente era feita por judeus no Egito. Isto é, meu marido achou a receita... Ele é melhor pesquisador do que eu. Minha função costuma ser avaliar o preparo com o olhar de quem há vinte anos testa receitas profissionalmente – só de bater o olho no modo de preparo consigo prever o resultado.

 

Quando li a lista de ingredientes, bem enxuta, percebi que estava diante de algo especial. (Leva apenas ovos, farinha de amêndoas, açúcar, laranja e canela.) Mas o sabor vai muito além do que eu imaginava. Está entre os melhores bolos que já experimentei. Foi até parar nas páginas da edição especial do meu livro Cozinha de Estar. E, esta semana, mostro o passo a passo no Cozinha Prática.

 

Leia também

Onde comprar: Cozinha de Estar

Leia mais: Sopa de lentilha para fazer as pazes 

  

Ele não é bem um bolo molhadinho, é encharcado, mesmo! Tem um quê de baba ao rum. Não é para o dia a dia, é uma preparação especial. Festa é sempre uma boa desculpa para pesquisar e preparar receitas diferentes. Mas, quer saber?, preparar uma nova receita também pode ser uma estratégia para deixar o dia a dia mais especial. De vez em quando, é bom inverter a ordem das coisas.

 

MEU ACERVO 

Muita gente pergunta sobre as minhas louças. Como combina, onde compra? Esse acervo vem sendo construído há mais de 20 anos! Todo ano viajo para adquirir peças, mas também já ganhei e herdei muita coisa. Como o assunto da temporada tem a ver com memória, nas redes, resolvi contar também a história de algumas peças que uso nos episódios. 

 

 

A post shared by Rita Lobo (@ritalobo) on

Receitas relacionadas