Banner do Blog

#VozesNegrasImportam: João Diamante

Imagem do post

Este é o João Diamante e hoje vou abrir este espaço para ele contar sobre o trabalho que faz, dentro e fora da gastronomia. Antes, porém, siga: @joaodiamante. Além de cozinheiro, ele é ativista social e embaixador do instituto Identidades do Brasil pela Igualdade Racial, o @ID_BR. E olha que legal: ele vai estar na terceira temporada da série Somebody Feeds Phil (Netflix), você já assistiu? É divertidíssima.

CONHEÇA TODOS OS CONVIDADOS DE VOZES NEGRAS IMPORTAM

"Minha história é semelhante à de 80% dos brasileiros: sou preto, pobre, nordestino — e morador do Complexo do Andaraí, RJ. Mas, com uma base forte em projetos sociais, educação e cultura, fui buscar meus sonhos.

Fui cozinheiro na Marinha do Brasil, trabalhei com grandes nomes da gastronomia, como os chefs Alain Ducasse, Flávia Quaresma e David Jobert. Comandei o restaurante do Museu do Amanhã e chefiei uma das cozinhas da Confederação Espanhola na Olimpíada Rio 2016.

Comando o @naminhacasajd, um espaço sem cardápio fixo, com a modalidade de auto-serviço e preço sugerido, num clima descontraído e afetivo. Fui jurado da última temporada do programa 'Cozinheiros em Ação' (GNT), embaixador Gastronômico dos circuitos de Favelas no Rio, além de inaugurar o espaço favela no Rock in Rio.

Para retribuir o conhecimento que adquiri na cozinha, criei o projeto social @diamantesnacozinha, que tem a gastronomia como ferramenta de transformação. São 6 meses de curso GRATUITO. Os alunos aprendem do cultivo do alimento à finalização do prato. O objetivo é fazer com que o aluno vá além da gastronomia: quero que cada um deles expanda os horizontes, com a ajuda de grandes profissionais voluntários."

 

"Minha sugestão para uma salada diferente é servir o quiabo cortado na diagonal e branqueado (mergulhe por um minuto na água fervente, retire e resfrie em um recipiente com água gelada), com cebola e tomate grelhados e ovos cozidos. Para o ovo ficar assim, no ponto perfeito, o segredo está no tempo de cozimento: se o ovo estiver na temperatura ambiente, mergulhe na água fervente e conte 12 minutos. Para a gema cremosa, 7 minutos. Para o ovo mollet (clara cozida firme e gema mais líquida), 6 minutos. Para o ovo quente (clara cozida macia e gema bem mole), 4 minutos. Obs: os tempos podem variar um pouco de acordo com tamanho do ovo."

 

"Tapioca e queijo são gostosos, saudáveis e acessíveis. Juntos, rendem um aperitivo salgado frito, douradinho por fora, macio e suculento por dentro, muito saboroso. E que também é uma opção sem carne. Busco valorizar produtos brasileiros e mostrar sua pluralidade ao mundo! A rainha mandioca/macaxeira/aipim, tão conhecida pelo nosso país, mostra sua multiplicidade em forma de farinha de tapioca granulada, comumente usada para o famoso doce de cuscuz branco com coco. Aqui ela vira bolinho com queijo coalho.


INGREDIENTES

Tapioca granulada tipo 1 - 250 g
Queijo coalho ralado grosso - 250 g
Leite integral - 750 ml
Pimenta branca moída - 2 g
Sal - 5 g
Óleo para untar e fritar - 900 ml


Modo de Preparo:

Em uma tigela, misture a tapioca e o queijo.
Em uma panela, aqueça o leite a 80 °C.
Tempere o leite com sal e pimenta e jogue o leite de uma vez só na mistura de tapioca.
Misture bem, até virar uma massa para modelar.
Leve para resfriar por 10 minutos na geladeira.
Modele as bolinhas com as mãos untadas de óleo.
Frite por imersão em óleo a 180 °C por 3 minutos."