Acelga

É representante da categoria das folhas que duram bastante tempo na geladeira e rende que é uma beleza. Suas folhas, crocantes e suculentas, podem ser comidas cruas e também funcionam bem para refogar e até assar. Tem sabor suave e, por isso, combina com temperos orientais e ingredientes intensos, como pimenta, gengibre, shoyu, amendoim e coentro. Como o maço rende bastante, solte as folhas conforme usa.

Imagem do glossário

Crua: rende uma salada crocante e refrescante – o corte em fatias bem finas é o mais tradicional. Dica: tempere apenas na hora de servir para não perder a crocância.

Branqueada: as folhas ficam macias o suficiente para serem moldadas em rolinhos ou trouxinhas. Recheie com carne, legumes ou frango e capriche no molho para dar sabor.

Marinada: fica bem macia e absorve o sabor do molho. 

Cozida: fatiada ou cortada em quadrados, é uma ótima opção para colocar na sopa. Fica macia, sem desmanchar, e absorve o sabor do caldo. 

Refogada: fica mais adocicada e sem perder a crocância. É acompanhamento versátil, bom para equilibrar preparos mais completos como picadinho oriental. 

Assada: corte o maço inteiro em quartos, sem tirar a base, para as folhas permanecerem unidas e não queimarem. A acelga ganha um sabor caramelizado típico desse método de cozimento. Dá até para gratinar com parmesão.


Qual a melhor época para comprar

Julho a dezembro


Como escolher

Quanto mais brancas as folhas, mais nova e crocante é a acelga. Evite maços com folhas amareladas e murchas. Se tiver manchas pretas, não compre (elas são sinais de que a verdura passou do ponto).


Como armazenar

Inteira, dentro de um saco plástico bem fechado, na parte menos fria da geladeira (ou gaveta). Destaque e lave as folhas apenas na hora de usar. 

Como congelar

Destaque as folhas, lave e seque bem. Corte em quadrados ou fatias. Descongele direto na panela quente, seja no refogado, na sopa ou no yakissoba. Não dá para descongelar e usar em saladas.