Batata

Neutra, ela combina com tudo. Por isso é acompanhamento predileto nos PFs: aparece frita, na salada com maionese ou na forma de purê. Existem algumas variedades. A mais comum é a monalisa, também conhecida como inglesa ou lavada. A diferença de uma variedade para outra é principalmente a textura e, por isso, cada uma é melhor para um tipo de preparo. A asterix, mais seca, é boa para fazer nhoque ou batata frita. A monalisa, mais aguada, brilha em purês e cozida na salada.

Imagem do glossário

Conheça as variedades

Asterix: tem a casca rosada e polpa mais seca, ideal para fazer nhoque ou batata frita. Não é indicada para salada (fica quebradiça depois de cozida).
Baraka: a casca é grossa e tem aparência de suja. A textura é intermediária (entre a monalisa e a asterix). Boa para fazer nhoque, assar e fritar. Dá até para assar com a casca, para preparos mais rústicos - se lavar bem com uma escovinha.
Monalisa: tem casca fina e brilhante. A polpa é mais aguada, ideal para ser cozida e virar salada ou purê.
Bolinha: menor e arrendondada, é ideal para conservas, saladas ou aperitivos. A casca é bem fininha. Nem precisa descascar, basta lavar bem.


Como preparar

Cozida em água: a textura e o sabor mudam conforme o tempo de cozimento. Para saladas, cozinha por menos tempo e fica firme, com sabor pronunciado de amigo. Para o purê, cozinha mais, fica bem macia e com sabor mais suave. Cozinhe na água com sal, o sabor fica melhor.
Cozida no micro-ondas: em apenas alguns minutos, fica macia sem perder o formato para ser recheada. O truque é não descascar e furar bem toda a superfície com um garfo.
Assada: por conta do amido, forma uma casquinha crocante e fica macia por dentro. Para a batata ficar bem dourada, deve ser regada com azeite e o forno deve estar bem quente.
Frita: o segredo para a batata frita, seja chips, em fatias ou rodelas é estar bem sequinha - vale até enxugar com o pano de prato. Óleo novo e a temperatura certa também garantem a casquinha crocante.


Melhor época para comprar

De dezembro a março


Como escolher

As batatas devem estar firmes, sem rachaduras, furos ou manchas pretas. Evite batatas murchas, enrugadas, com muitos brotos ou com um tom esverdeado, sinais que indicam que estão velhas ou foram mal armazenadas.


Como armazenar

Ela dura mais se guardada fora da geladeira.


Como congelar

É preciso, antes, branquear a batata. Para isso, descasque e corte as batatas em cubos de cerca de 1 cm. Transfira para uma panela, cubra com água e leve ao fogo médio. Deixe cozinhar por cerca de 15 minutos.

Separe uma tigela grande com água e cubos de gelo. Com uma escumadeira, retire as batatas da panela e mergulhe no gelo. Deixe esfriar por cerca de 3 minutos e transfira para o escorredor. Sobre a bancada, abra um pano de prato limpo e seque bem os cubos de batata.  Transfira para um saco com fechamento hermético e tente deixar plano para tirar o máximo de ar que conseguir. Leve para o congelador e conserve por até 2 meses.

Na hora de descongelar, a batata vai do freezer direto para a água fervente e pode ser usada em saladas e cozidos.