Banner do Blog

Dos tira-gostos, o mais famoso: acarajé

Imagem do post

Nesta semana, o blog Pitadas está com um tempero especial, que vem direto das páginas do livro A comida baiana de Jorge Amado, de Paloma Jorge Amado, que buscou em toda a obra do pai as receitas mencionadas ou preparadas pelos personagens. Imagine só que o preparo que a gente vai entregar hoje aparece em nada menos que 11 romances do autor.

Dos tira-gostos baianos, é certamente o mais famoso de todos: o acarajé. Paloma conta que, antigamente, se fazia a massa do acarajé descascando o feijão-fradinho, grão a grão, e ralando numa pedra. Nos dias de hoje, que a gente gosta (e precisa) mesmo é de praticidade, o feijão vai para o liquidificador e nem sempre se tira toda a casca. Ufa, ainda bem. Imagine o trabalho que dava.

Veja a receita do acarajé da Paloma.

Uma boa pitada da Paloma é bater o feijão cru para quebrar os grãos, transferir para uma tigela, cobrir com água e deixar de molho na geladeira por pelo menos 3 horas. Depois é só mexer um pouco e retirar as cascas que flutuarem com uma peneira.

Ela também defende que, apesar de a receita original ser com feijão-fradinho, vale tudo para não ficar sem acarajé. Se não tiver fradinho, use qualquer feijão. Na festa de São João do livro Cacau, de Jorge Amado, a receita é diferente: "Uma festa sim. Com canjica, pamonha, munguzá, acaçá, acarajé de feijão-branco, milho cozido e cachaça".

Foto: Editora Panelinha

Receitas relacionadas
Categorias relacionadas

Livros da Rita Lobo

Aprenda a cozinhar