Banner do Blog

A louca da louças em NYC

Imagem do post

Utilitários, sejam eles pratos, copos, tigelas, como o nome indica, são feitos para ser úteis. Já comprou um prato quadrado que não cabe na máquina de lavar? Não dá vontade de usar. Fora esses, com o tempo, as peças se desgastam e, no pior dos casos, vêm a falecer – que é um outro jeito de dizer que elas quebram. Na época das nossas avós, isso era mesmo um drama: não dava para comprar nada avulso e repor o aparelho de jantar. Qualquer casa que tivesse alguém com mão mole acabava com um jogo de doze serviços completos composto por dez pratos principais, sete pratos de sobremesa... Sem falar nas xícaras separadas de seus pires e vice-versa. Já os utilitários que pertenceram aos nossos parentes que viveram há mais de mil anos (ou mais), se não vieram à falecer, hoje descansam expostos nos principais museus do mundo. Pense Metropolitan em Nova York, pense National History em Londres. Lembrou daquelas tigelinhas de cerâmica dos egípcios?

Sempre considerei utilitários, mesmo os comprados ontem, uma espécie de arte do cotidiano. Talvez por isso, em todas (TODAS) as minha viagens sempre estou pronta para entrar numa loja de utensílios domésticos. OK, um jogo branco é essencial. Mas, com um pouco de paciência e determinação (tempo e dinheiro também ajudam), dá para compor um aparelho de jantar absolutamente exclusivo, com peças avulsas escolhidas por você. No meu livro Pitadas da Rita já dei um monte de dicas para montar um acervo, então, não vou ficar me repetindo!


Nova York é sempre o melhor destino se você, como eu, tem obsessão louca por louças. Tem tudo de todos os lugares e também peças que você só vai encontrar lá. Mas vida de arqueólogo contemporâneo não é fácil: não pode ter preguiça nem preconceito. Às vezes, é na mais cafona das lojas que você encontra um peça incrível por um preço ótimo. E, em muitas outras, a gente já entra sabendo que não dá para comprar. E daí? Conhecer não custa nada. E quem sabe mais, escolhe melhor.

Nos últimos 10 dias, além de um pouco de férias, aproveitei os dias em Nova York para visitar um montão de lojas e comprar algumas peças para o #AcervoPanelinha. Aqui para o blog, porém, mostro com exclusividade peça e lojas para você se inspirar e, quem sabe, dar um pulo quando for para Nova York.

 

 

 

 

 



Assim que der, eu volto para falar de outras lojas.

Categorias relacionadas

Causos