Banner do Blog

Jogue para cima

Imagem do post

E-mail da Samantha

Oi, Rita, tudo bem? Continuo curtindo muito o Panelinha, as suas receitas têm me ajudado demais. Até meu molho à bolonhesa, que não ficava legal, agora dá certo! Também adorei a nova cozinha verde, os conselhos são claros e muito eficazes. Por causa do post do Dia das Mães, eu acessei receita do tiramisu. Eu adoro tiramisu! Mas sempre fico encanada com a questão da salmonela. Os médicos dizem o tempo todo para evitarmos ovo cru. Eu sei que muitas receitas deliciosas levam ovos crus, mas o que a gente pode fazer contra a salmonela? Você também fica com medo ou pensa que é um risco que vale a pena? Muitos beijos e parabéns sempre pelo Panelinha, pelos seus textos ótimos e pelo seu senso de humor tão original.
Samantha Maimone

Samantha,

Não vou mentir para você, eu nem penso na questão da salmonela. Cresci a base de gemada, amo ovo frito com gema mole, carbonara é comigo mesma. Se bem que, nesse último, o ovo cozinha com o calor do macarrão. Então, acho que não sou um bom exemplo. E, se o seu médico manda evitar, quem sou eu para dizer o contrário.

Ovo na minha casa vai embora. Não fica dando sopa na geladeira. A gente faz bolo, gemada, ovo mexido. Sempre tem, mas nunca sobra. Há tempos só compro ovos orgânicos. E tenho uma galinha de palha que só serve para enfeitar a geladeira, como se fosse um pinguim. Os ovos não ficam em temperatura ambiente. Aliás, aprendi que na porta da geladeira é o pior lugar, depois de fora dela, para deixar os ovos; eles sofrem com o contraste de temperatura do abre e fecha. É melhor deixá-los numa prateleira, dentro da geladeira.

Voltando ao tiramisu, por favor não diga ao seu médico que fui eu que indiquei. É tão fácil, tão divina. Não deu nem tempo de fazer a foto com o chocolate polvilhado! Eu pisquei os olhos, e a travessa estava limpa. Na minha opinião, a única coisa que dá medo é o preço do mascarpone. Mesmo assim, vale o risco. Comprei meio quilo de uma marca importada e paguei a metade de R$ 100. Jogaram o preço lá para cima. E eu quase caí para trás. Mas era o meu dia, o dia da minha mãe. Não dava para economizar.

Fiquei pensando, porém, que nesta nova fase, que vamos procurar as alternativas locais, deveríamos testar versões de me-joga-pra-riba (não é isso que quer dizer tiramisu?) com algum queijo mineiro, uma nata gaúcha, um requeijão. Será? Ainda não sei. Acho que não seria mais tiramisu. É feito risoto com arroz agulhinha. Não é bem risoto, é? Vamos pensando. E, enquanto isso, eu vou fazendo a receita clássica.

Categorias relacionadas

Aprenda a cozinhar

Causos