Banner do Blog

#UtensiliosDeDesejo: compre os indispensáveis, complete com os desejáveis

Imagem do post

Comprei meu primeiro jogo de panelas em Nova York. Na verdade, me dei de presente pela formatura no curso de gastronomia. Voltei para o Brasil com o diploma debaixo do braço e aquele tanto de panela na mala. Como aprendi a cozinhar com panelas de aço inox, achei que seria uma boa investir num jogo. E lá se vão mais de vinte anos...

Aqui no Panelinha, além do acervo de louças, a gente tem também uma grande quantidade de utensílios. Muitas peças são compradas usadas – elas são mais fotogênicas –, outras são novinhas em folha. E a gente também recebe muita coisa do mercado. Sempre que lançam produtos novos, sejam panelas, tábuas etc., as empresas querem que a gente conheça. Nessa brincadeira, dá para imaginar o tamanho que ficou o #AcervoPanelinha, né?

Bem, e que fim levaram as minhas primeiras panelas? Nenhum: os oito itens do jogo ainda estão dando expediente no dia a dia lá da minha casa (não é essa panela da foto. Se as minhas toparem, faço uma selfie com elas e posto aqui). Moral da história?

Moral da história
Em utensílio indispensável a gente tem mais é que investir. As panelas de inox são mais caras do que a média, mas duram mais tempo. Mais do que isso, elas são mais eficazes. E isso vale para os colegas da categoria. O segredo é começar com os essenciais: compre os melhores que você puder. E depois, ao longo do tempo, vá encaixando aqui e ali uns utensílios extras. Ou seja, os que quebram um galho danado; os que você quer ter porque acha bonito; os que você quer ter porque funcionam especificamente para o seu dia a dia. Quer um exemplo? Você não precisa ter uma espátula de peixe, mas pode querer ter uma porque faz peixe frito toda semana.

Diferentemente do meu jogo de panelas, as tábuas, por exemplo, precisam ser trocadas de tempos em tempos. Mas é natural que o bambu e a madeira não tenham a mesma durabilidade do inox, não? Para ajudar você a montar ou repor um enxoval de cozinha esperto, a gente publicou um especial no blog Pitadas recheado de #UtensiliosdeDesejo..

São dois grupos de objetos: o primeiro reúne utensílios do Panelinha que são campeões de audiência – tipo, apareceu, virou manchete, sabe? Só que a manchete, no nosso caso, é uma chuva de e-mails e comentários perguntando, invariavelmente, qual o nome, de onde é e onde compra... Caso do pilão, do rolo de mármore, da tal da espátula de peixe – a gente responde tudo isso lá. O segundo é de utensílios indispensáveis, e a gente se demora, com muito prazer, em ensinar o leitor a escolher e comprar. E ficar com eles por bastante tempo, como eu e as minhas panelas.

Fotos: Editora Panelinha / por Ricardo Toscani

Categorias relacionadas

Utensílios

Causos