Banner do Blog

Iogurte: como escolher

Imagem do post

Café da manhã é campo minado: tem um monte de imitação de comida tentando passar por comida de verdade. A gente não vai dizer aqui para você acordar mais cedo para assar um pão – uma alimentação saudável de verdade não precisa tomar mais tempo. O lance é saber separar imitação de comida de comida de verdade. E quando o assunto é iogurte, a diferença está letras pequenas: na lista de ingrediente.


Iogurte natural. É comida de verdade. Mas olho no rótulo: iogurte é leite e fermento lácteo.  Se a lista de ingredientes da marca que você escolheu contiver esses itens, feito. Vale colocar um pouco de mel, juntar com frutas frescas e secas e até com uma colherada de geleia. E vale separar um copinho para preparar iogurte em casa!


Iogurte caseiro. Quem bate cartão aqui sabe bem que alimentação saudável de verdade passa pela cozinha de casa. Ou seja: se é caseiro, é saudável.

Confira: receita de iogurte caseiro

Iogurte com sabor. É ultraprocessado. Iogurte com sabor de frutas  tem aromatizante, saborizante e corante para tentar se passar de iogurte com frutas. A resposta está na lista de ingredientes: se incluir adoçantes, corantes, espessantes, aromatizantes e conservantes, deixe na prateleira do supermercado. Mas não desista do iogurte, na mesma prateleira pode ter iogurte de verdade.


Iogurte light, sem lactose, fat-free. Aqui vale atenção redobrada na leitura do rótulo. Existem versões feitas com leite desnatado, por exemplo, que tudo bem. Mas existem versões feitas com espessantes, gomas, aditivos mil. Mesma coisa iogurte grego: quase sempre ele tem aquela textura graças à dose extra de aditivos cosméticos espessantes. Melhor comprar ou fazer iogurte e escorrer para ter iogurte cremoso.


Na prática

Rotina. Fazer iogurte em casa é libertador, é mais barato e é questão de pegar um ritmo, entender em que momento da semana dá certo fazer, qual a quantidade que funciona para a casa, etc.

Receitas. Além de ter papel de protagonista no café da manhã, o iogurte é ingrediente curinga na cozinha: vira molho de salada, pastinha pro happy hour, bebida refrescante… Veja sugestões nas receitas relacionadas do post.