Banner do Blog

Meu filho não come fruta

Imagem do post

Falou fruta, ouviu reclamação? Antes de insistir pela milésima vez, repense a estratégia: o que você está oferecendo para o seu filho? É sempre aquela mesma banana picada? Ela sai de uma fruteira bem recheada e variada no meio da cozinha, ou de algum lugar meio escondido?

Porque é o seguinte: a dica da fruteira à vista com as frutas bem fresquinhas, variadas e prontas para o consumo, funciona até no escritório. Tem tudo pra funcionar também com as crianças!

Mas pra dar certo, isso tem que ser um hábito da casa. As frutas devem ficar em lugar onde as crianças possam vê-las e até pegá-las diretamente ao longo do dia. (Levar os filhos à feira ou ao sacolão também é uma ótima pedida. Eles podem se interessar pelas texturas e cores diferentes, experimentar sabores novos e ajudar a escolher o que querem levar pra casa a cada semana).

Seja criativo
Outra ideia bacana é variar a apresentação. Chamar as crianças para transformar melancia e melão em bolinhas, por exemplo, garante bons minutos de concentração (e diversão) na cozinha.

E convidar todo mundo para um picolé à tarde? Sucesso garantido. Pode ser com as frutas que fazem mais sucesso, como manga e goiaba, ou até com outras que costumam gerar mais reclamação, como o abacate com limão. Em forma de picolé, vale tudo! Veja receitas de picolés caseiros aqui.

E ainda dá para variar com outras formas de preparo. Pêras e maçãs ficam completamente diferentes se forem cozidas e depois grelhadas com mel. Depois de passar por algum cozimento, o figo também ganha camadas novas de sabor – olha esta receita de figo grelhado com ricota e mel.

E nada de jogar fruta fora! Sobrou banana? Congele para virar sorvete. E sobrou mais alguma coisa nesta semana? Mande ver nesta compota de frutas, com um toque de canela.

Foto: Editora Panelinha / Ricardo Toscani