Banner do Blog

Prêmio Seguidor do Ano: a visita do Glauco

Imagem do post

Uma parte importante do nosso trabalho no Panelinha é conhecer o nosso público. Por isso, estamos sempre de olho na audiência. Seja usando estatísticas de acessos e engajamento, seja numa escala mais individual, acompanhando comentários, perguntas, postagens. Não é à toa que sabemos que a Marcella (mais conhecida como @pimentapreta) mora em Brasília e a Tereza Castro,  em Fortaleza. Inclusive, conheci as duas pessoalmente, cada uma na sua cidade! Apesar de serem milhões de seguidores, conhecemos muitos deles pelo nome (ou ao menos pelo @). No ano passado, o engajamento de um dos nossos seguidores foi tão inspirador que resolvemos criar um prêmio. 

Mais do que as centenas de likes e comentários, o entusiasmo do Glauco Knopp em responder às dúvidas dos outros seguidores ajudou a fortalecer a comunidade Panelinha. A gente perdeu as contas de quantas vezes ele respondeu à pergunta: onde está a receita? Bom, se depender dele, todo mundo já sabe: as receitas estão no Panelinha! Mas vai além: pedimos para os leitores enviarem dúvidas em vídeo. As do Glauco foram as primeiras a chegar! Pergunto qual verdura escura você encontra na feira da sua região. Posso contar a resposta dele detalhada.

A ideia é: não basta curtir, tem que participar! E foi assim que o glauco ganhou esse prêmio

E nesta terça (28), o Glauco veio retirar o prêmio. Ele saiu carregado: levou os livros Coleção Já pra Cozinha (Só para Um, Cozinha a Quatro Mãos e Comida de Bebê), um Kit 10 do Acervo Panelinha, e um mix de produtos da linha têxtil, com guardanapos jeans, de linho e caminho de mesa Onça. Para nós (e aposto que pra ele também), a parte mais legal do prêmio foi o convite de vir retirar os presentes pessoalmente!


Nós mal tínhamos anunciado a premiação, ainda no fim novembro, e já começamos a planejar como seria o dia no Estúdio. A equipe da cozinha bolou um cardápio especial, com pernil na panela de pressão (receita do livro Comida de Bebê), vinagrete de feijão-fradinho, salada de abobrinhafarofa de castanha-de-caju com farinha biju. Para a sobremesa, um crumble de uva que ainda não está no ar! É, seguidor premiado prova receita inédita!

A redação se encarregou de organizar o tour pelas instalações do Panelinha! Glauco e a mulher, Luciene, chegaram e foram direto para a redação. A equipe ensaiou como ia se apresentar, mas o Glauco entrou e já foi cumprimentando: Oi, Priscila! Oi, Natália! Oi, Camilla! Estava em casa! O roteiro seguiu pela ilha de edição, onde a equipe de audiovisual finaliza todos os vídeos que produzimos. No outro andar, as paradas foram na sala de acervo, no estúdio de gravação e na cozinha de testes. Oi, Carol! Oi, Gabi! Oi, Ana!


A parada final foi na minha sala, onde engatamos uma conversa que se esticou por duas horas. 


O Glauco contou como o Panelinha mudou a vida dele. "Eu era um desastre na cozinha, eu errava tudo, e com o Panelinha eu comecei a aprender e entendi que a cozinha não é todo esse mistério. As receitas realmente funcionam e eu aprendo a cada receita que preparo." Muito legal!

 

Mas uma frase dele, no meio do almoço, me deixou especialmente feliz. Ele estava contando do dia em que foi ao lançamento do livro Cozinha a Quatro Mãos, na livraria Martins Fontes, em São Paulo. Quando entrou na loja para decidir se ia encarar a fila ou não, ele reparou que havia uma grande equipe ao meu redor. "Mas em vez de cuidar de você, a equipe cuidava das pessoas da fila: era uma que segurava a bolsa da pessoa, outra a postos para responder a uma pergunta, alguém pronto para oferecer uma água, chamando as pessoas pelo nome, cumprimentando..."

Se para ele foi emocionante vir até aqui, para nós foi muito mais: ter o nosso trabalho reconhecido desse jeito é muito especial.


Inscrições abertas para o próximo

Depois da troca de presentes – ganhei cachaça, café, goiabada, queijo, louça, livro! –, me deu um estalo! O Glauco estava indo embora quando fiz uma brincadeira. Ele pegou a caixa do kit 10 do Acervo Panelinha e eu disse  "ó, não usa muito que no ano que vem você vai repassar para o próximo vencedor do prêmio". Demos risada e me liguei que precisava de um bastão, para passar de seguidor em seguidor. Corri para a cozinha e peguei o meu jogo de colheres medidoras de cobre, entreguei pro Glauco e fiz ele prometer que vai usar bastante e, no próximo janeiro, quando formos entregar o prêmio Seguidor do Ano 2020, Glauco volta ao Estúdio Panelinha para passar as colheres, digo, o bastão. Quer que seja você? Está valendo! O prêmio é anunciado em novembro. O que fazer? Basicamente, participe da nossa comunidade. Cozinhe mais, publique com #ReceitaPanelinha, marque os nosso perfis nas pubicações... E, nas nossas postagens, comente, responda as dúvidas que puder. E você vai ver: tudo isso vai deixar o seu dia a dia mais saboroso.