Banner do Blog

Organização geral: os utensílios

Imagem do post

A gente segue firme no propósito da semana: deixar sua cozinha no esquema para nada atrapalhar seu preparo de comida de verdade.

Hoje a história é com os utensílios. Vamos por partes:

Facas
Tire elas da gaveta já! O atrito de umas com as outras e com os outros utensílios acaba com o fio rapidinho. O melhor é pendurá-las naqueles ímãs de parede ou guardá-las nos cepos (aqueles pedaços de madeira com os buraquinhos).
Leia mais sobre facas aqui

Tábuas
As mais duradouras são as de vidro (mas elas são péssimas para as facas...). As outras, de bambu, polietileno e madeira, por exemplo, precisam ser trocadas sempre que houver muitos riscos. Não tem jeito, elas se desgastam mesmo com o uso, e as ranhuras juntam resíduos de alimentos e viram um grande foco de contaminação. Três dicas boas: guarde as tábuas em locais arejados, coloque-as de molho uma vez por mês em uma água com cloro (depois lave bem com água e sabão) e use óleo mineral para hidratar as peças de madeira e bambu (quanto mais secas, mais riscos de rachaduras).
Leia mais sobre tábuas aqui

Colheres de pau
Tanto as de madeira, quanto as de bambu seguem o mesmo princípio das tábuas e precisam ser trocadas sempre que apresentarem rachaduras.
Leia mais sobre colheres de pau aqui

Potes de plástico
Também devem ser descartados sempre que tiverem muitos riscos (o que não demora a acontecer) e não devem ser aquecidos no micro-ondas porque liberam susbstâncias tóxicas. O ideal é trocá-los pelos de vidro, assim que possível.

O que falta limpar? A despensa. Amanhã a gente te dá umas dicas.

Foto: Editora Panelinha / por Gilberto Oliveira Jr.

Categorias relacionadas

Utensílios