Banner do Blog

Contagem regressiva: Natal com assados suculentos

Imagem do post

Numa ceia tradicional natalina, um bom assado costuma ser o prato principal. Em grande parte das casas, a escolha é o peru. Nas famílias grandes, além da ave, uma carne de porco também é servida – seja um lombinho ou o tender, um clássico da data. Sirva arroz, farofa e um bom molho, e o sucesso do prato está garantido. Isto é, se a carne não estiver ressecada.  

Saiba tudo sobre o Natal Panelinha 2018 e ecolha as suas receitas


As chances de os assados de Natal ressecarem são grandes. Preparar o cardápio completo dá trabalho, são muitas receitas ao mesmo tempo e sem ensaio! As preparações constumam ser feitas apenas uma vez por ano – é diferente daquele macarrão que a pessoa serve toda semana e, depois de um tempo, prepara de olhos fechados. Mas a boa notícia é que, mesmo que você nunca tenha entrado na cozinha, seguindo uma #ReceitaPanelinha, consegue preparar até uma ceia de Natal!

 

No Panelinha, as receitas são testadas muitas vezes e de formas diferentes para garantir que, em casa, você consiga executar o passo a passo com sucesso. Para que isso aconteça, a nossa equipe da cozinha de testes não mede esforços. No caso dos assados de Natal, a atenção é redobrada. Mas nada disso adianta se você não ler a receita atentamente. É, minha gente, eu passo o ano todo implorando, leia o rótulo (para excluir os ultraprocessados da alimentação), e, agora no Natal, para garantir que a ceia seja um espetátulo, peço: LEIA A RECEITA! (risos)

 

Se você está acompanhando o especial de Natal, sabe que escolhi duas opções de assados para incluir na Ceia Panelinha – e, espero, na ceia da sua casa! Ou melhor, você não vai servir o peru e os três franguinhos como os que estão na Travessa folha na foto. Mas, quem não curte peru, pode escolher o frango. E quem não gosta de peru nem de frango, pode levar à mesa o lombo ao leite com figo grelhado, que em vez de assado, é preparado na panela! Ah, e quem tem uma família grande, pode preparar uma das aves e o lombo! (E se quiser mais opções, veja na categoria Natal da nossa busca avançada todas as nossas receitas para a data.) 

 

Para garantir que os assados cheguem à mesa bem suculentos, a seguir, vou destacar as técnicas específicas de cada uma das receitas e listar estratégias para que, na sua casa, você prepare receitas exatamente como as das fotos!

 


Peru de Natal completo

A ave é grande (leva bastante tempo para assar) e o peito não tem muita gordura. Resultado: fica ressecado. O truque é proteger o peito com um pano embebido em manteiga e vinho. Sim, o peru vai ao forno com um paninho! A técnica é simples e eficiente: você derrete manteiga numa panela com um pouco de vinho, mergulha um pedaço de pano de prato cortado do tamanho do peito do peru e, além de cobrir a ave, vai pincelando mais dessa misturinha durante o tempo de forno. As quantidades e o passo a passo estão detalhados na receita. Na hora de servir, ainda tem molho preparado com os líquidos que ficam no fundo da assadeira. O peru vai ficar saboroso e suculento! 

Veja a receita: peru de Natal completo

 
Frango assado com laranja e alecrim

Quem bate cartão aqui no Panelinha já deve conhecer o meu soro mágico para aves  – ele amacia e hidrata a carne. Para os franguinhos natalinos, pensados para quem não quer servir peru, depois do tempo nessa salmoura, ele ainda ganha uma manteiga temperada, estrategicamente espalhada entre a pele e a carne. A carne fica suculenta e a pele, crocante. Capriche na manteiga sem medo, é Natal! Para a ceia Panelinha, assei logo três, mas, claro, você pode preparar apenas um. Ou dois. Ou quantos você quiser. Tem dicas na receita. 

Veja a receita: frango assado com laranja e alecrim

 

Para garantiR A SUCULÊNCIA

 

  1. Conheça seu forno - O mesmo modelo pode se comportar de forma diferente, ter um lado que esquenta mais do que o outro, um segredinho. Conhecer seu forno é o primeiro passo pra qualquer assado ficar bom. De hoje até o Natal, pode colocar o seu para trabalhar! Observe os tempos, se o bolo fica mais alto de um lado do que do outro, se torra o alimento antes do tempo. Se precisar de ideias de boas receitas, clique aqui.
  2. Fique de olho no assado - O tempo de forno da receita é baseado em muitos testes, mas pode variar. Então fique de olho. Quando o frango ou peru começar a ficar com aquela cara dourada bonita, atenção redobrada. Para saber se está no ponto, espete uma faquinha entre a coxa e o corpo da ave e observe o líquido: se sair rosado, precisa assar um pouco mais; se estiver transparente, está pronto. 
  3. Não deixe queimar - Se a ave começar a tostar por fora, e com o teste da faquinha a carne ainda não estiver assada, pode ser que o forno esteja quente demais. Abaixe a temperatura. Se continuar dourando em excesso, cubra com papel-alumínio. 
  4. Garanta o molho - Se o líquido secar, regue o fundo da assadeira com água fervente. Isso garante o vapor necessário para a ave não ressecar e também o líquido que vai ser a base do molho.
  5. Termômetro culinário - A carne da ave está assada com chega a 82 ºC. Se você quiser verificar, pode usar utensílio, que pode ser encontrado por menos de R$ 15. Espetar o termômetro entre a coxa e o corpo para conferir a temperatura. 

Ensaio geral

Como ainda faltam 47 dias para o Natal, se você quiser, dá tempo fazer um ensaio geral, especialmente se você for preparar o frango (é menos provável que alguém vá querer assar um peru de teste, né?). Prepare a receita no fim de semana!. Agora, se não der, não tem problema: a gente testou bastante por aqui e é garantido, as nossas receitas funcionam.

Presentão de Natal: livro ou louça?