Banner do Blog

O caminho da #ReceitaPanelinha

Imagem do post

Já são 17 anos de Panelinha. Hoje, além do site – e dos perfis superativos nas redes sociais  –, somos editora, produtora e canal no YouTube. E tudo isso com uma única missão: fazer você entrar na cozinha.

Quem cozinha se alimenta melhor, tem mais saúde, vive mais feliz. Que trabalho incrível esse nosso, de auxiliar em uma transformação tão profunda na vida das pessoas. Muita gente aprendeu a cozinhar conosco! Estou sempre de olho em tudo o que as pessoas nos contam nas redes sociais. Tanto as declarações de amor (risos), como as dúvidas...

"Rita, como faz para cozinhar feijão?", "Dá para congelar legumes?", "Meu bolo solou!". A internet possibilita uma troca fantástica. Claro que não respondemos a todas as perguntas diretamente! Mas são elas que vão nos mostrando os obstáculos que as pessoas precisam superar para manter a mesa variada e saborosa, saudável de verdade.

Posso dizer que uma parte importantíssima do nosso trabalho é ouvir e interpretar o que o nosso público está dizendo. Esse é o ponto de partida na elaboração de cada receita Panelinha. A seguir, conto em 10 passos o nosso modo de preparo.


1. O tema: eles nascem na minha e na sua casa

De tempos em tempos um assunto começa a pairar no ar – e a antena da turma aqui no Panelinha é ligadíssima! Quer ver? Comida virou o inimigo, as pessoas estão obcecadas por dietas, passaram até a escolher o que comer pelos nutrientes, em vez do sabor. Como falar sobre o prazer de comer e de cozinhar com alguém que não só pensa em como cortar o glúten? Resgatando as memórias que cada receita traz. Quem vai pensar no glúten vendo o pão italiano inspirado no avô? 

 

Outro exemplo: quem já cozinha no dia a dia sofre para conseguir variar as refeições com os ingredientes de sempre. Quantas vezes ouvimos os nossos seguidores pedirem preparações com coisas simples, com o que tem na geladeira?! E, de fato, esse é o grande desafio. Assim nasceu o projeto 'O Que Tem na Geladeira?'. São mais de 200 receitas feitas com 30 legumes e verduras. Abobrinha, beterraba, cenoura... Esse, aliás, foi o primeiro projeto do Panelinha composto por livro + série no YouTube + perfil no Instagram. E ainda inspirou a temporada de pê-efes do Cozinha Prática! 


2. Estrutura: é hora de pensar no todo
 

Decidido o tema, é hora de pensar na estrutura do projeto, seja ele um especial de Natal do site Panelinha, um livro ou uma temporada do Cozinha Prática. Antes de escolher a receita, criamos os critérios. Por exemplo: no programa, não dá para apresentar dez receitas de frango e nenhuma de peixe – mesmo que esse último dê muito menos audiência! A alimentação tem que ser balanceada, e o projeto editorial também. A gente se enxerga muito mais próximo do mundo da educação do que do entretenimento. Se fosse para correr atrás da audiência, só teria bolo de chocolate!


3. Pesquisa de receitas 

Antes de entrar na cozinha para testar as preparações, temos que escolher o que vamos testar. Na estrutura, decidimos que precisava ter pelo menos uma receita com ovo, por exemplo, uma com frango, uma com peixe, três com legumes, e assim por diante. Agora é hora de definir qual ovo: cozido, omelete? Na temporada de memórias, por exemplo, tinha que ser a gemada da minha mãe!


4. Testes culinários

Uma mesma receita pode ser feita de diversas formas, mas a que queremos achar é a mais simples, com o melhor resultado. Para isso preparamos um mesmo prato diversas vezes. Qualquer #ReceitaPanelinha é assim, seja qual for o projeto. 

Além de faca e tábua, nossa cozinha de testes é equipada com papel, caneta e computador. As culinaristas anotam tudo em uma ficha ténica. "Baixei o fogo". "Refoguei a cebola por 3 minutos, até murchar". "Mexi a receita durante todo o preparo". "Usei batedor de arame". Absolutamente tudo o que é feito é anotado. O processo de testar receitas é importantíssimo. É ele que garante que o seu risoto saia da panela exatamente igual ao nosso.

O risoto de queijo na pressão, da temporada de reaproveitamento do Cozinha Prática, ilustra bem essa história. Ele foi feito muitas vezes. A gente colocava mais água, deixava mais tempo. Menos água e menos tempo. A panela chiou incontáveis vezes. São 3 minutos na pressão para conseguir a textura perfeita. Pode acreditar, a gente contou várias vezes.

Até um simples ovo quente passa por todas as etapas,

até virar uma #ReceitaPanelinha

Repetir um mesmo processo diversas vezes não funciona só para achar a fórmula perfeita, mas para registrar o passo a passo de uma maneira absolutamente precisa. No caso de uma receita em vídeo, os testes funcionam também para pensar no roteiro, em como vamos contar a história daquele preparo, quais utensílios vamos usar, qual o layout do prato... 


 

5. Versão final

É hora de sair da cozinha e voltar para o computador. A versão final da receita é redigida com todos os detalhes do preparo em passos, medidas-padrão em xícaras e colheres, temperaturas e dicas dos especialistas para você não ficar com nenhuma dúvida. Na cocada de forno da temporada de receitas com memória do Cozinha Prática, por exemplo, a gente imaginou que muita gente iria perguntar: "Pode usar coco seco?" ou ainda "E se eu só tiver o coco ralado grosso?". Claro que a resposta está incorporada à receita. 

 
6. Direção de arte

Enquanto a cozinha testa a receita, a equipe de arte pensa em como ajudar a contar a história do projeto com imagens, objetos, louças... Quem é freguês do Panelinha sabe que meu acervo de louças e outros materiais de mesa é invejável... (Exibidíssima eu!) Todo ano viajo para garimpar – ou fazer aquisição de acervo, que é como digo para provocar as minhas amigas. Aliás, muitas peças ganhei de presente delas, outras, herdei e até em lançamento de livro ganho pratos dos fãs!

Na temporada dos pê-efes do Cozinha Prática, por exemplo, para valorizar os brasileiríssimos arroz e feijão, os objetos do cenário eram em tons de verde e amarelo. Na temporada nova, de receitas com memória, os objetos e móveis do cenário resgatam outras épocas. Para as fotos das receitas, louças minimalistas e fundo branco, bem atemporal, propositalmente para "tirar o cheiro de naftalina" de alguns dos cliques.


7. Layout

Definida a direção de arte, começa o trabalho de layout de cada foto, que se espalha pelo chão e pelas mesas do estúdio. Fita para demarcar o espaço e aviso de "cuidado! louça no chão!". Cores, texturas, funcionalidade, tudo é levado em conta. As receitas que foram testadas, aprovadas e redigidas ganham a louça ideal para ficarem apetitosas nas fotos. 

 


 8. Shooting e gravação

Aqui o ingrediente principal é organização, e a força-tarefa começa dias antes. A lista de compras, que já foi elaborada na fase de teste, é revista. Não compramos ingredientes mais caros do que os que você geralmente compra para a sua casa, mas vamos em busca da maçã mais bonita da feira. 

Para que dê tudo certo no dia do shooting ou da gravação, fazemos um plano de ataque. Tem receita que pode ser feita na véspera, por isso no dia anterior a cozinha faz um pré-preparo. Quando chega a hora de entrar em ação, tudo acontece como um balé coreografado. O prato sai da cozinha, vai para a mesa e, antes do clique, uma pausa importante. Nossa food stylist entra em cena para deixar os preparos lindos. Um fio de azeite, raspas de parmesão, uma mantegueira do lado. Um olho no prato, outro na câmera para saber se está tudo devidamente enquadrado. Aí sim: clique! Depois, todo mundo leva marmita do trabalho para casa.

 

9. Edição de foto e vídeo

Com as receitas em vídeo ou foto na mão, é chegado o momento de editar. São escolhidos os melhores cliques para serem tratados, e os melhores trechos da gravação para entrar no programa. Quando a foto vai para o site Panelinha, a imagem recebe um tipo de tratamento; quando vai para livro, outro. É um processo demorado. 


10. Publicação e divulgação 

É hora de pensar como fazer todo esse conteúdo chegar até você. A equipe da redação participa do processo de criação dos projetos desde o começo para que saiba exatamente qual é a forma mais legal de fazer isso acontecer. Nos reunimos para pensar temas, campanhas em redes sociais, semanas especiais nos blogs do site. 

Nesses 17 anos de vida, muito material incrível foi produzido pelo Panelinha. Receitas que funcionam e podem fazer você encarar de vez o manejo das panelas e resolver a alimentação do dia a dia. E também das comemorações, dos fins de semana preguiçosos, dos dias em que você acorda inspirado e quer cozinhar. Está vendo? Temos muito o que conversar.