Banner do Blog

Cozinha Prática: vai ter peixe no pê-efe do dia!

Imagem do post

Para a alimentação ser saudável de verdade, a base deve ser formada por alimentos in natura (e minimamente processados), que podem ser consumidos frescos, ou viram ingredientes de preparações caseiras. Do outro lado desse muro estão os alimentos ultraprocessados, que devem sair de cena. São produtos feitos e temperados na fábrica, prontos para consumo – no máximo, precisam ser aquecidos. Para descobrir o que é ultraprocessado, tem que ler o rótulo antes de colocar o item no carrinho do mercado.

Não vamos confundir os vilões. Alguns ingredientes, como o tomate pelado enlatado, ou feijão branco em lata, não oferecem perigo. Pelo contrário, são um atalho na cozinha.

 

Para semanas em que a despensa minguou e a geladeira está em estado de petição, ter uma desses atalhos à mão é a solução: a gente não precisa abrir mão de comida de verdade. Para exemplificar, coloquei uma lata de feijão branco no pê-efe do episódio desta semana no Cozinha Prática. E que pê-efe! Você já viu tanta versão de arroz e feijão por aqui… Mas a deste episódio, duvido que já tenha feito em casa.


Um, dois, feijão com arroz

Ideia genial para variar a dupla essencial na mesa do dia a dia: o feijão vira pastinha e o arroz vira salada. Vamos por partes. O feijão branco enlatado, refogado com coentro, cebolinha, pimenta dedo-de-moça, raspas e caldo de limão, vira pastinha depois de amassado com garfo. É de uma ~deliciosidade~ que nem te conto! O arroz integral cozido em ponto firme vai pra tigela com cebola e hortelã e é servido frio.


Um hambúrguer espertíssimo de peixe é a carne do dia. Feito no processador, dá um nada de trabalho e tem muito sabor: coentro em pó, limão, cebolinha. É só modelar e passar na frigideira. Que prato, minha gente! Para completar, ainda vai um picles de chuchu caseiro, que dá um sabor agridoce que balanceia bem o trio peixe-arroz-feijão. É simplíssimo de preparar, veja a seguir.


Na volta da feira

Arrematei uns bons chuchus na feira – o ingrediente tem papel de destaque no episódio. Você vai ver que o sabor neutro do legume tem mais vantagem do que desvantagem, já que ele absorve bem os sabores dos temperos e se transforma conforme a combinação de ingredientes. Cortado em fitas e drenado, ganha textura perfeita para tomar para si o sabor de uma calda de mel, vinagre e sementes de coentro. Depois de curtir na geladeira, vira picles. Picles de chuchu! Fica perfeito com o peixe do pê-efe, ou com qualquer outra carne. Outra: cortado em gomos e assado com cominho, alho, azeite e sal, o chuchu vira acompanhamento assado, perfumado e delicioso. Chuchu também vira compota, olha que diferentão. Vai cortado em cubos para a panela, com maçã, pêra, uva passa, canela, açúcar e cúrcuma, para dar uma cor especial. Ingrediente secreto: vinho branco. Resultado: uma sobremesa bem brasileira, caseira, com açúcar controlado e zero aditivos químicos. Experimente servir com castanha-de-caju! Fica incrível. Agora quero ver quem se atreve a dizer que não vê muita graça em chuchu… Quero ver!


As receitas do programa

Pê-efe de hambúrguer de peixe com picles de chuchu

Salada de arroz sete cereais

Dip de feijão-branco

Hambúrguer de peixe

Picles de chuchu

Chuchu assado com cominho

Compota de chuchu com vinho e frutas


O que vesti no episódio

Camiseta: Flávia Aranha.

Jeans: Shoulder.

Cinto e bracelete: acervo  figurinista.

Brincos: Isabella Blanco.

Sandálias: Luiza Perea.

 

O episódio inédito do Cozinha Prática com Rita Lobo vai ao ar às segundas-feiras, 20h, no canal a cabo GNT. Reapresentações: terça (5h e 17h30), quinta (10h e 22h30), sexta (10h30 e 18h), sábado (20h) e domingo (5h30 e 15h30).

 

Foto: Editora Panelinha / por Charles Naseh.

Figurino: Fernanda Kenan. Beleza: Paula Vida.

O Cozinha Prática é uma produção do Estúdio Panelinha.