Banner do Blog

Congelar: 11 dicas fresquinhas – e tem até receita nova

Imagem do post

Congelar feijão você já sabe, né? As receitas que congelam bem, para preparar em quantidade e congelar você também já tem, confere? E o truque de congelar banana, abacate, manga e mamão para preparar sorvetes e garantir fruta fresquinha na alimentação, você já conhece? Tem #ReceitaPanelinha, é só seguir:


Pois este post tem truques novos! Mais estratégias incríveis para você tirar o máximo proveito do congelador e resolver algumas dúvidas que todo mundo tem. Nesses tempos de distanciamento social, esse pedaço da geladeira ganhou ainda mais importância.

 

 
Em primeiro lugar, três informações básicas.


Como descongelar

Tão importante quanto saber congelar os alimentos é saber a forma de descongelar. A regra de ouro é a seguinte. Se for comida caseira pronta, tipo feijão, bolonhesa, sopa, é melhor descongelar devagarinho, na geladeira. Esqueceu de tirar do congelador com antecedência? Sem problemas: descongele na panela tampada com o fogo bem baixinho, mexendo de vez em quando para não ressecar. Se for ingrediente congelado, como vegetais crus ou branqueados, o melhor é passar pelo calor, assim eles mantêm a textura. Carnes cruas devem ser descongeladas sempre dentro da geladeira, para evitar a proliferação de bactérias.


O que não congela bem

- Vegetais com muita água: melancia, melão, pepino e chuchu. 

- Folhas delicadas, como alface, rúcula e escarola. 

- Ovo com casca (ele estoura).

- Preparos que levam amido (como os picadinhos orientais).

- Molhos e cremes mais gordurosos, como chantilly (a gordura tende a se separar da parte líquida ao descongelar, dando aspecto de talhado)

- Preparações que levem creme de leite. Se quiser congelar estrogonofe, por exemplo, deixe para acrescentar o creme só quando for servir, depois que o prato estiver descongelado. A exceção é a quiche, que congela superbem.


Quanto tempo os alimentos duram no congelador

Comida caseira: 3 meses

Carne vermelha crua em peça: 4 meses

Carne vermelha moída: 3 meses

Peixe cru: 2 meses

Frango cru:  3 meses

Frutas cortadas: 6 meses

Vegetais crus: 3 meses

Vegetais branqueados: 6 meses


RECEITA NOVA!

Refogados congelados

Além de preservar os legumes aromáticos por até um mês, é um atalho incrível. O preparo é rápido e, na hora de cozinhar, você pula a etapa de cortar e refogar. O refogado congelado vai direto para a panela e aí é só colocar o arroz ou o feijão ou a receita que você for preparar.

Preparamos com dois sabores, um bem básico, de alho e cebola, e outro com a combinação clássica de cebola, salsão e cenoura, um refogado congelado de mirepoix

 

Quer mais atalhos congelados? 

Veja as receitas de marinadas congeladas

Veja as receitas de seletas congeladas

 
Gelo de leite

Se na sua casa, abrir o leite é um drama porque ele sempre azeda, temos a solução: congele! O leite congela e descongela super bem. Pode colocar em forminhas de gelo, pode congelar já medido – anote no pote: 1 xícara (chá) de leite. Para descongelar, deixe na geladeira (em temperatura ambiente, pode azedar) ou mande direto na xícara de café.


Bônus: não desperdice o café que sobra na garrafa! Faça gelo de café

 

Clara de ovo

Bateu aquela vontade de quindão (que, aliás, congela super bem) e sobrou um monte de claras? Congele! Elas duram 1 mês no congelador. Anote quantos claras você congelou e descongele na geladeira antes de usar. 


E rala o queijo, e rala o queijo… 

O queijo ralado pode ser congelado e usado em preparos como risoto, pão de queijo, batata rosti, queijo quente, tapioca… dá certo com parmesão, meia-cura e muçarela. Rale no ralo grosso, porcione e congele.

Na hora de usar, dê umas batidinhas para soltar os pedaços. Na hora de usar, se estiver bem soltinho, pode ir direto pra panela. 


Bônus: queijos bem firmes, como o meia-cura, também podem ser congelados na peça. Descongele na geladeira.


Casca de parmesão

Não jogue fora a casca do parmesão. Congele em um saquinho (remova todo papel ou plástico da embalagem, se tiver). Aí, quando for cozinhar feijão branco, você coloca a casca na panela. O preparo ganha sabor e textura. Também vale colocar em ensopados, sopas, preparos caldosos.


Forminha de extrato de tomate

Problema: a receita pede uma colher de extrato de tomate, sobra um tanto na latinha e depois de alguns dias forma um mofo e vai tudo para o lixo. Solução: congele! Separe uma forminha de gelo só para isso e congele na medida – 1 colher (sopa). Os cubinhos de extrato vão direto para a panela, para dar aquela cor linda aos preparos.


Cubinhos de gengibre ralado

Atenção fãs de gengibre! Você pode transformar gengibre em gelinhos que vão direto para a panela do picadinho oriental, dos legumes salteados, da sopa de abóbora com gengibre! Assim não perde o gengibre que comprou e usou só a pontinha.


É só ralar e colocar na forminha de gelo. Na hora de usar, vai para a panela quente.


Bônus: prefere gengibre em fatias fininhas? Pode congelar também. Ele fica soltinho, é só pegar o quanto quiser e mandar para a panela quente.


Folha de salsão e alho poró

Congele em um saco. Quando for preparar sopas ou caldo, pegue as folhas do saco e junte à preparação na panela.


Paillard (frango, carne e porco)

O bife bem fininho congelado vai direto para a chapa quente. Não precisa nem esperar descongelar.


Vinho congelado

Para casas em que sobra vinho, pode congelar. Para quem nunca tem vinho para cozinhar, pode congelar também.

Se for congelar para cozinhar, divida uma garrafa em três menores (não encha até a tampa) e congele.

Se for a sobra, meça em xícara (chá). Descongele na geladeira. Risoto garantido! 


Cebola caramelizada

Quem gosta de cebola caramelizada sabe que o esforço compensa. Prepare a mais e congele em sacos com fechamento hermético. Pode marcar listras horizontais no saco com uma régua ou faca. Na hora de usar, é só quebrar um pedacinho e mandar para a frigideira ou panela.